Coronavírus ZONEAMENTO

Região de Bagé se mantém como uma das com baixo risco de contaminação por Covid-19

Antigo epicentro do coronavírus no interior do estado, a Rainha da Fronteira deixou, nesta semana, o ranking das 20 cidades gaúchas mais afetadas.

16/05/2020 21h47 Atualizada há 2 meses
Por: Augustho Soares

Considerada anteriormente como o epicentro de coronavírus no interior do Rio Grande do Sul, Bagé conseguiu estabilizar o crescimento no número de casos nas últimas semanas e se mantém na região que engloba municípios de baixo risco de contaminação no estado.

(Reprodução: Distancial Controlado/ Governo do Estado do RS)

Na última atualização no site da Secretaria de Saúde do Estado, realizada hoje (16/05), às 18h24, a Rainha da Fronteira, que já foi a segunda cidade gaúcha com mais contaminados pelo vírus, ocupa o 24º lugar no ranking das mais afetadas pela Covid-19.

Além disso, a região de Bagé se manteve entre as de bandeira amarela (risco baixo) na segunda rodada do Distanciamento Controlado do Governo do Estado, divulgada na tarde de hoje.

Segundo a plataforma do distanciamento controlado, a região R22, que engloba Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Lavras do Sul, Hulha Negra e Aceguá,“encontra-se com alta capacidade do sistema de saúde e baixa propagação da doença”.

Até o momento, o município da Campanha gaúcha contabiliza 33 casos confirmados, tanto no sistema do Estado como na atualização da Prefeitura. Destes, 32 já estão curados e nenhum óbito foi contabilizado. No boletim municipal, no entanto, consta ainda três casos identificados pelo teste rápido.

 

Fechamento e retomada do comércio na Rainha da Fronteira

Os dois primeiros casos em Bagé foram confirmados no dia 19 de março, e se tratavam de dois administradores do Hospital da Santa Casa de Caridade. No mesmo dia, o prefeito Divaldo Lara declarou Estado de Calamidade no município e anunciou o fechamento do comércio local, exceto para serviços essenciais, como supermercados, padarias, farmácias e postos de combustíveis.

Bagé dispara no número de casos de Covid-19 na região

Porém,em menos de um mês de isolamento social e outras medidas de proteção como instalação de barreiras sanitárias nas entradas da cidade e toque de recolher das 22h às 6h, a Rainha da Fronteira conseguiu estabilizar sua situação a ponto de voltar com o comércio em geral, em turno único, das 13h às 18h.

Há uma semana Bagé não registra novos casos de covid-19

Todos os casos de Covid-19 em Bagé estão recuperados

Ainda, nesta quinta-feira (14), foi anunciada pelo prefeito, a retomada do comércio na cidade, em dois turnos, com atendimento ininterrupto, das 8h às 18h. No entanto, no decreto que autorizou este retorno nas atividades comerciais, foram inseridas 37 medidas sanitárias e de funcionamento do comércio e de serviços gerais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.