Esporte MAIS DE UMA CAMISA

Pesquisa aponta que mais de 40 milhões de brasileiros torcem para dois clubes

Dupla Grenal tem 14% de chances em dividir o coração com algum torcedor. Na região, a paixão é divida também com as equipes locais.

21/05/2020 13h30 Atualizada há 2 meses
Por: Gabriel Munhoz

Torcer para mais de um clube de futebol não é algo incomum entre os brasileiros. Segundo pesquisa do Ibope Repucom, cerca de 41 milhões de pessoas vestem mais de uma camisa.

Um exemplo é o bajeense Gregory Ricardo, de 27 anos, que além de gremista, é fanático pelo Grêmio Esportivo Bagé, de sua terra natal. Ele garante que, no momento em que houvesse o confronto entre ambos, torceria para o Bagé.

— A maioria das pessoas que torce pra Grêmio e Inter não sabem explicar porque começou a torcer para as equipes, mas é por serem os times que estão na mídia e no noticiário — lembra o biólogo que afirma ser 99,9% jalde negro.

Entre os clubes com mais simpatizantes, aqueles em que o clube é a segunda opção na preferência, encontram-se o América de Minas Gerais (93%), o Londrina do Paraná (90%) e a Chapecoense de Santa Catarina (77%). Na ponta contrária, a dupla Grêmio e Internacional aparece com apenas 14% de chances de dividir o coração com algum torcedor.

Foto: Divulgação/Ibope Repucom

Júlia Santana, de 22 anos, conta que saiu pequena do interior de São Paulo para a Rainha da Fronteira. A instrutora de inglês era levada desde pequena pelas tias aos jogos do Guarany e, um tempo depois, começou a acompanhar por conta própria a equipe alvirrubra. Ela mudou-se para um prédio localizado na lateral do estádio, e quando não era levada aos jogos, assistia a tudo da janela do apartamento. Na mesma época, conta que passou a se envolver com o Internacional de Porto Alegre.

— Minha família [gaúcha] é toda colorada, por isso eu sempre tive camisetas e coisas do Inter. Sempre fui “ensinada” de que esse era o meu time. Mas o momento em que eu escolhi por conta própria, foi na final do Mundial. Eu tinha nove anos e lembro até hoje do meu pai, avô e tios chorando e comemorando muito, e foi ali que eu decidi que queria aquela alegria pra mim também. Mesmo sendo muito contrariada, pois metade da minha família se divide entre palmeirenses e corintianos, escolhi meus dois times muito cedo e nunca larguei nenhum deles — ressalta.

Os dados são da pesquisa DNA Torcedor 2017, que ouviu oito mil torcedores, sendo dois mil deles on-line. Esse levantamento apontou que 37% de aproximadamente 110 milhões de torcedores dividem a paixão clubística por duas equipes. O trabalho destaca que o Nordeste concentra o maior número de pessoas nesta situação, quase metade (48%) dos 27,8 milhões de amantes do esporte da região conseguem multiplicar o coração de torcedor por mais cores.

Julia relaciona o fenômeno ao descrédito dos times, que por serem pequenos, abre espaço para o desenvolvimento da preferência pelos times da mídia.

— Infelizmente, vivemos tantas vezes a mesma situação que as pessoas acabam não levando mais a sério a vontade dos times de realmente ganhar e reconquistar um lugar no futebol. Vejo também muita gente reclamar que os ingressos de jogos daqui são muito caros pra times da cidade, mas se colocarmos na ponta do lápis, com o que eu gastaria pra ir à capital assistir a um jogo, eu conseguiria ser sócia do Guarany durante toda a temporada e ter acesso a todos os jogos em casa. Acredito que outro fator que pesa é que, pra quem gosta do esporte, é muito difícil ter futebol só em alguns meses do ano. Nem sempre os times do interior jogam algum campeonato durante os dois semestres, enquanto a dupla nos oferece futebol o ano inteiro. Mas digo por experiência própria que sempre os campeonatos que a gente assiste na TV o ano inteiro compensam a emoção de alguns jogos que vemos por aqui, duas ou três vezes ao ano. Enfim, acredito que as pessoas preferem torcer para a dupla visando uma “facilidade” de torcedor que, se tu parar pra pensar, nem sempre existe de verdade — afirma Júlia.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.